CNN quer promover sua maior expansão global em 27 anos

quarta-feira, 14 de novembro de 2007 18:19 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - A rede de televisão CNN, do grupo Time Warner, está planejando sua maior expansão global na área de jornalismo em 27 anos, depois de encerrar um acordo com a Reuters .

A empresa afirmou nesta quarta-feira que vai aumentar de forma "significativa" o número de repórteres em todo o mundo, abrirá um centro de notícias nos Emirados Árabes Unidos, criará uma unidade de produção digital em Londres e vai investir pesadamente nas operações feitas pelas equipes locais.

A CNN afirmou que o investimento era de muitos milhões de dólares. Uma fonte próxima ao assunto disse à Reuters que o valor é de menos de 10 milhões de dólares.

O movimento acontece depois de a CNN decidir interromper o uso do serviço de notícias da Reuters, em agosto, encerrando um relacionamento de 27 anos.

Fontes próximas ao assunto disseram na época que a Reuters queria elevar as cobranças de 3,5 milhões de dólares anuais para pouco menos de 10 milhões de dólares.

"Isso é tudo uma questão de sermos donos de mais conteúdo", disse em comunicado o diretor administrativo da CNN International, Tony Maddox.

"Ser dono do conteúdo que transmitimos, divulgamos e tornamos disponível às afiliadas e outras plataformas é a espinha dorsal desse negócio."