Presidente da VALE confirma participação na 9a rodada da ANP

quarta-feira, 14 de novembro de 2007 18:19 BRST
 

RIO DE JANEIRO, 14 de novembro (Reuters) - O presidente da Companhia Vale do Rio Doce (VALE5.SA: Cotações), Roger Agnelli, confirmou nesta quarta-feira que a empresa mantém interesse em participar da nona rodada de petróleo e gás natural do governo brasileiro, marcada para os dias 27 e 28 de novembro.

Segundo o executivo, apesar da retirada pelo governo de áreas com elevado potencial de descobertas a duas semanas do leilão, a companhia continua discutindo parcerias e a intenção é estrear nos leilões da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

"Temos olhado a nona rodada, algumas áreas, principalmente as próximas ao Espírito Santo, porque nossas operações lá poderiam consumir o gás", afirmou.

"Estamos discutindo parcerias e vamos participar do leilão sim, o governo tem o poder de colocar a leilão o que ele acha que deve", complementou.

O governo retirou 41 blocos da nona rodada depois que a Petrobras (PETR4.SA: Cotações) confirmou potencial de 5 a 8 bilhões de barris de petróleo no campo de Tupi, na bacia de Santos.

A nova rodada da ANP colocará à venda 271 blocos espalhadas em nove bacias sedimentares, sendo 111 blocos com elevado potencial de descoberta. A bacia do Espírito Santo foi a que teve menos áreas retiradas pelo governo, apenas duas, enquanto a de Santos perdeu 26 blocos, por estar próxima ao campo gigante de Tupi.

Ainda serão ofertadas na bacia que é alvo da Vale 10 blocos em terra e seis marítimos. A Vale foi classificada pela ANP como operadora B, ou seja, só poderar operar em águas rasas ou em terra.

(Texto de Denise Luna; Edição de Marcelo Teixeira)