Lula adia viagem a Cuba para atender novos pedidos da ilha

quarta-feira, 14 de novembro de 2007 18:42 BRST
 

BRASÍLIA (Reuters) - Para atender novos pedidos de Cuba, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou na quarta-feira que decidiu adiar por 30 dias a viagem que faria ao país caribenho na próxima semana.

A viagem de Lula a Cuba, a primeira em seu segundo mandato, tinha como propósito elevar o crédito à ilha para a compra de alimentos no Brasil e a assinatura de um acordo para a Petrobras voltar a fazer prospecções de petróleo no litoral cubano.

"Acontece que eu encontrei com o vice-presidente de Cuba, no Chile, e ele me apresentou uma grande pauta de reivindicações, de coisas que eles estão precisando, de coisas que eles gostariam de concluir em parceria com o Brasil", disse Lula.

"Então, em vez de eu ir agora, eu prefiro adiar por 30 dias, preparar essa nova proposta que os cubanos me entregaram e fazer um acordo com muito mais coisa do que eu poderia fazer", acrescentou Lula, afirmando que muitos do pedidos de Cuba são fáceis de atender e interessam ao Brasil.

Quando a visita a Cuba foi anunciada pela primeira vez, funcionários brasileiros comentaram que Lula tinha interesse de seu reunir com o líder cubano Fidel Castro, afastado do poder desde que adoeceu, há mais de 15 meses.

(Reportagem de Isabel Versiani; Edição de Mair Pena Neto)