FMI está muito pessimista sobre crescimento europeu, diz Lagarde

segunda-feira, 14 de abril de 2008 09:20 BRT
 

PARIS (Reuters) - A economia européia está mostrando um desempenho melhor que o FMI alega e a pior fase da economia dos Estados Unidos estará encerrada até o fim deste ano, afirmou a ministra francesa da economia, Christine Lagarde, em comentários publicados nesta segunda-feira.

Em entrevista ao jornal Le Figaro, Lagarde reiterou as preocupações do G7 sobre as cotações das moedas e afirmou que a fraqueza do dólar está pressionando a alta no preço do petróleo, enquanto a crise financeira contribuía para as fortes valorizações nos preços da commodities.

"Mesmo que a queda no preço das propriedades ainda se mostre uma incógnita, os Estados Unidos devem ter superado as dificuldades pelo fim de 2008", prevê a ministra.

"Se você contar que a economia européia continua mais sustentável do que o FMI alega e que os países emergentes continuam numa órbita de crescimento muito positiva, o cenário não é tão negativo quanto o que é geralmente mostrado", acrescentou.

A previsão mais recente do Fundo Monetário Internacional para o crescimento na zona do euro este ano é de 1,4 por cento, mesmo patamar projetado para a Alemanha e França.

Ministros financeiros dos países membros do G7 se reuniram na sexta-feira e expressaram suas preocupações sobre as grandes flutuações nos mercados cambiais.

"Estamos todos preocupados sobre as brutais flutuações nos mercados cambiais que são desfavoráveis ao crescimento", pontuou a ministra. "Há uma certa dúvida de que exista uma conexão entre a fraqueza dólar e as altas no preço do petróleo", acrescentou.

(Reportagem de Francois Murphy)