BOLSA EUROPA-Preocupação com lucros derruba mercados

segunda-feira, 14 de abril de 2008 09:20 BRT
 

Por Sitaraman Shankar

LONDRES, 14 de abril (Reuters) - As principais bolsas européias operavam em baixa nesta segunda-feira, na quinta sessão consecutiva de queda, pressionadas pelos fracos resultados da Philips Electronics (PHG.AS: Cotações). Os números da empresa reforçaram medo dos investidores de que o impacto da crise de crédito esteja se disseminando pela economia.

Às 9h17 (horário de Brasília), o índice FTSEurofirst 300 .FTEU3, que acompanha as principais empresas européias, tinha queda de 0,99 por cento, aos 1.271 pontos.

O índice acumula queda de 4 por cento nos últimos cinco dias, com o pior das perdas acontecendo na sexta-feira, após resultado da GE (GE.N: Cotações), que veio abaixo das expectativas.

A Philips cedia 2,5 por cento depois de apresentar uma queda de 28 por cento no Ebtida (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização), surpreendendo analistas. A companhia informou que foi atingida pela deficitária unidade de TVs e encargos relacionados a aquisições.

"As empresas globais vão ficar nervosas com os sinais de que o que ocorre nos Estados Unidos está se espalhando por outras áreas e o setor de tecnologia é um termômetro sensível a isso", afirmou John Haynes, estrategista de investimento na Rensburg Sheppard Investment Management.

"Para o trimestre, os investidores possuem expectativas razoavelmente decentes fora do setor financeiro, e se eles estão muito otimistas ou não ainda iremos verificar", acrescentou.

O Wachovia Corp WB.N, quarto maior banco dos Estados Unidos, divulgou prejuízo trimestral e afirmou que irá cortar seus dividendos e levantar capital, relembrando os investidores de que o setor bancário continua a ser uma área problemática.

O Credit Suisse CSGN.VX caía 3,9 por cento por rumores de que o banco está prestes a anunciar pesadas baixas contábeis nas próximas semanas, com jornais suíços apontando valores entre 3 bilhões e 5 bilhões de francos suíços. O banco preferiu não comentar o assunto.   Continuação...