Deutsche Bank quer vender US$20 bi em empréstimos, diz jornal

segunda-feira, 14 de abril de 2008 10:38 BRT
 

FRANKFURT (Reuters) - O Deutsche Bank quer vender 20 bilhões de dólares em empréstimos a empresas de private equity, segundo publicou o Wall Street Journal nesta segunda-feira. A estratégia pode se seguir a passos semelhantes tomados pelo Citigroup .

O Deutsche é um dos maiores financiadores de investidores de private equity e tem uma exposição total aos chamados empréstimos alavancados de cerca de 36 bilhões de euros, segundo dados do ano passado.

A instituição normalmente ofereceria tais empréstimos --concedidos para pagamento de aquisições-- a outros bancos, mas tem sido difícil vender débitos por conta do aperto global de crédito.

A incapacidade de descarregar os empréstimos tem colocado pressão sobre o capital da instituição alemã. Uma forte base financeira é importante para assegurar a classificação de risco do banco.

O Deutsche também teve que registrar grandes baixas contábeis por conta dos empréstimos para refletir a queda no valor de mercado deles durante a crise financeira.

A estratégia é parte de uma ampla tendência entre os bancos de investimentos para reduzir seus balanços por meio de desinvestimentos em ativos em meio às turbulências geradas pela crise dos empréstimos imobiliários de risco elevado concedidos nos Estados Unidos.

As ações de bancos europeus operavam em queda nesta segunda-feira depois que um jornal suíço publicou no fim de semana que o Credit Suisse revelará baixas contábeis de 3 bilhões e a 5 bilhões de francos suíços (2,99 bilhões a 4,99 bilhões de dólares), quando revelar seus resultados de primeiro trimestre dia 24 deste mês.

Agora o Deutsche Bank está examinando a venda de empréstimos alavancados a um grupo de investidores de private equity, segundo o Wall Street Journal. O jornal publicou que a instituição alemã está tentando vender entre 15 bilhões e 20 bilhões de dólares.

O Deutsche Bank não comentou o assunto.

(Por John O'Donnell)