InBev compra Bud por US$52 bi e cria maior cervejaria do mundo

segunda-feira, 14 de julho de 2008 07:53 BRT
 

Por Philip Blenkinsop e Martinne Geller

BRUXELAS/NOVA YORK (Reuters) - A cervejaria norte-americana Anheuser-Busch aceitou a oferta melhorada de compra, no valor de 52 bilhões de dólares, feita pela belgo-brasileira InBev . A operação criará a maior cervejaria do mundo e encerra uma batalha de aquisição que já durava um mês.

A InBev, que fabrica cervejas como a Stella Artois e a Brahma e foi formada pela união da brasileira AmBev com a belga Interbrew, aceitou pagar 70 dólares por ação para a fabricante da Budweiser, afirmaram as duas empresas nesta segunda-feira. O valor é maior que a oferta inicial de 65 dólares por ação.

A oferta melhorada representa um prêmio de 27 por cento sobre o valor recorde das ações da Anheuser, registrado em outubro de 2002.

O acordo, que analistas acreditam que receberá aprovação de autoridades regulatórias, será o maior da indústria e a terceira maior aquisição de uma empresa norte-americana na história.

A companhia combinada Anheuser-Busch Inbev terá vendas anuais de cerca de 36,4 bilhões de dólares, dos quais cerca de 40 por cento nos EUA, e produzirá cerca de um quarto da cerveja produzida no mundo. O presidente-executivo da InBev, o brasileiro Carlos Brito, será o presidente-executivo da nova companhia enquanto a Anheuser terá duas cadeiras no conselho de administração.

Brito afirmou em webcast que a beleza do negócio está em adicionar a participação de mercado da Anheuser de cerca de 50 por cento nos EUA e transformar a Budweiser em uma marca global.

"Trata-se de complementariedade, não de sobreposição", disse o executivo.

A cidade-sede da Anheuser, St. Louis, no Missouri, será o quartel-general das operações na região da América do Norte e sede mundial da marca Budweiser. As companhias informaram que todas as 12 fábricas da Anheuser continuarão abertas.   Continuação...