Boeing 787 está a caminho do 1o vôo, mas pedidos podem recuar

segunda-feira, 14 de julho de 2008 14:50 BRT
 

FARNBOROUGH, Inglaterra, 14 de julho (Reuters) - O Dreamliner 787 da Boeing (BA.N: Cotações) está a caminho de fazer seu primeiro vôo-teste no fim deste ano, mas as difíceis condições financeiras podem afetar os pedidos pelas aeronaves comerciais da companhia.

O 787, pelo menos 14 meses atrasado em relação ao cronograma, deve alçar vôo no quarto trimestre e ser entregue a partir do terceiro trimestre de 2009, afirmou Scott Carson, presidente-executivo da unidade de aviões comerciais da empresa, durante a feira do setor em Farnborough.

Isso repete a última previsão da Boeing, divulgado em abril, quando a companhia anunciou o terceiro maior atraso no programa devido a persistentes problemas de produção.

Apesar de algumas companhias aéreas estarem com dificuldades por conta dos recordes do petróleo, a Boeing não teve nenhum cancelamento de pedido e somente um "punhado" de adiamentos de pedidos de clientes existentes, acrescentou Carson.

Ele reconheceu, no entanto, a crise de crédito como um "potencial obstáculo" para pedidos futuros, e que a unidade de crédito da Boeing está preparada para mais um papel ativo nos financiamento de aquisições dos clientes.

Carson preferiu não comentar as perspectivas de cancelamento das companhias aéreas no ano que vem, cenário com o qual alguns na indústria já trabalham.