Movimento global de moedas faz dólar ter alta ante o real

quinta-feira, 14 de agosto de 2008 16:28 BRT
 

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar subiu ante o real nesta quinta-feira, acompanhando a valorização global da moeda norte-americana e a queda do preço das matérias-primas.

A divisa terminou a 1,627 real, com alta de 0,87 por cento. Em agosto, a valorização é de 4,09 por cento, mas em 2008 o dólar ainda tem queda de 8,44 por cento.

A alta do dólar no Brasil espelhou o movimento do mercado global de câmbio. O aumento da inflação ao consumidor nos Estados Unidos, combinado com a retração da economia na zona do euro no último trimestre, criou um cenário propício para a valorização da moeda norte-americana.

Frente a um índice com as principais moedas internacionais, o dólar tinha alta de 0,60 por cento no final da tarde. O euro caiu abaixo de 1,48 dólar pela primeira vez desde fevereiro, e os preços das commodities, que normalmente têm comportamento inverso ao do dólar, recuavam 0,94 por cento, de acordo com o índice Reuters-Jefferies .

A queda do preço das matérias-primas, segundo analistas, tem um peso especial sobre o mercado brasileiro por conta da pauta de exportações do país.

"As commodities caíram: petróleo, cobre... E com isso houve um movimento de saída das moedas para o dólar outra vez", resumiu Marcelo Voss, economista-chefe da corretora Liquidez.

Segundo o economista, o mercado brasileiro tem se mostrado mais suscetível ao comportamento externo depois do ajuste recente de investidores estrangeiros, que zeraram no mercado futuro a aposta em mais queda do dólar ante o real, e da diminuição da entrada de capitais no país.

"Mas tem um lado positivo. Na medida em que a crise americana se resolva, você vai ter menos remessas... Por isso não acredito em um grande rali (alta) do dólar", ressalvou.

O Banco Central realizou na metade do dia um leilão de compra de dólares. Duas das propostas divulgadas foram aceitas, segundo um operador, com taxa de corte de 1,6140 real.