Mercado da Ásia tem nova queda por temor de recessão nos EUA

segunda-feira, 14 de janeiro de 2008 07:52 BRST
 

Por Rafael Nam

HONG KONG (Reuters) - A maior parte das bolsas de valores asiáticas encerrou a segunda-feira em baixa, dando continuidade ao pior início de ano desde a crise na região em 1998, segundo cálculos da Reuters. O medo de uma recessão nos Estados Unidos, principal destino das exportações do continente, vêm impactando nas ações.

Na contramão, a bolsa de Taiwan subiu 1,8 por cento, repercutindo a vitória do Partido Nacionalista (KMT), pró-China, nas eleições legislativas de sábado, o que alimenta esperanças de uma redução nas tensões diplomáticas.

O clima de incerteza em relação aos Estados Unidos elevou a procura por ativos mais seguros, como o ouro, que atingiu novo recorde de alta, com os investidores voltados para uma semana na qual espera-se que grandes bancos de investimento como Citigroup e Merrill Lynch anunciem grandes prejuízos e planos para levantar capital.

O índice MSCI, da Ásia Pacífico exceto Japãp, caía 0,3 por cento, para 510 pontos, depois de atingir seu pior patamar desde 20 de dezembro no pregão anterior.

O mercado japonês não funcionou por conta de um feriado.

Na Coréia do Sul, as ações perderam 0,92 por cento, a 1.765 pontos. Na Austrália, o índice perdeu 0,03 por cento, para 5.980 pontos.

O panorama cada vez pior para a maior economia do mundo ameaça debilitar o forte crescimento asiático, num mercado em que as ações registraram ganhos de dois dígitos em 2007.