14 de Março de 2008 / às 15:06 / 9 anos atrás

Com 169 entregas, Embraer retoma patamares de receita de 2004

Por Taís Fuoco

SÃO PAULO (Reuters) - Com volume recorde de jatos entregues no ano passado, a Embraer atingiu em 2007 receita líquida próxima ao patamar de 2004, de 9,98 bilhões de reais, depois de amargar quedas consecutivas no faturamento em 2005 e 2006 para, respectivamente, 9,04 bilhões e 8,26 bilhões de reais.

A entrega de aeronaves marcou a volta do crescimento em 2007. Depois de entregar 148 aviões em 2004 e de ver o volume cair para 141 em 2005 e 130 em 2006, a companhia entregou 169 jatos no ano passado, dentro da estimativa anunciada, que era entre 165 e 170 aviões.

"Foi um ano de reversão importante de tendências", disse nesta sexta-feira, em encontro com a imprensa e investidores, Frederico Fleury Curado, diretor-presidente escolhido pelo conselho em abril de 2007. Segundo ele, a empresa "conseguiu reverter uma seqüência de redução de resultados", apesar da desvalorização do dólar.

Para ele, o programa de eficiência empresarial instalado em 2007 e a estratégia de diversificar os mercados atendidos garantiram os resultados no ano passado.

Os números agradaram o mercado. A ação da companhia era a líder de alta do Ibovespa nesta sexta-feira, subindo 3,4 por cento às 11h42. No mesmo horário, o principal índice da bolsa paulista exibia perda de 1,27 por cento.

"Nós percebemos as entregas maiores melhorando a cobertura de custos fixos. Isso, junto com preços de tabela maiores, podem ajudar a minimizar a força do câmbio", escreveu Stephen Trento, analista do Citigroup.

A Embraer manteve estimativa anunciada em novembro de entregar entre 195 e 200 jatos este ano, dos quais 10 a 15 da família Phenom, para a aviação executiva. Em termos de margem operacional, a empresa prevê avanço de 5,3 para 8 por cento em 2008.

O lucro líquido e a geração de caixa (Ebitda), entretanto, ainda estão distantes dos patamares de 2004. Em 2007, por exemplo, a companhia teve um ganho líquido de 657 milhões de reais, cifra que foi 5,7 maior que a obtida em 2006, mas menor que o 1,28 bilhão de reais de 2004.

O Ebitda enquanto isso, caiu na comparação com os 952,3 milhões de reais registrados em 2006, para 889,1 milhões de reais. Em 2004, a geração de caixa foi mais que duas vezes maior: 1,93 bilhão de reais.

NEGOCIAÇÕES COM DAVID NEELEMAN

Curado confirmou que a Embraer negocia com o fundador da norte-americana JetBlue, David Neeleman, para fornecer aeronaves à futura companhia aérea que pretende implantar no mercado brasileiro em conjunto com um grupo de investidores.

O presidente da Embraer, no entanto, ressaltou que não existe nada de concreto assinado. "Esse é um projeto do próprio David, que é paulista, e só podemos informar que estamos em negociações nesse sentido, mais nada", ressaltou.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below