PANORAMA1-Inflação dos EUA divide holofote com série de balanços

quinta-feira, 14 de agosto de 2008 08:01 BRT
 

SÃO PAULO, 14 de agosto (Reuters) - A inflação ao consumidor dos Estados Unidos divide espaço --e a atenção dos investidores brasileiros-- com uma batelada de resultados corporativos nesta quinta-feira.

Analistas de Wall Street esperam que a inflação pode ter chegado ao pico em julho, com uma taxa ainda forte para os padrões norte-americanos de 0,4 por cento. Em junho, o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) tinha avançado 1,1 por cento.

Excluindo energia e alimentos, o indicador deve ter subido 0,2 por cento, segundo economistas, depois da alta de 0,3 por cento no mês anterior.

Mesmo com a previsão de desaceleração dos preços, alguns analistas não acreditam que isso será suficiente para mudar a percepção dos consumidores e motivá-los a gastar. Na véspera, o governo dos EUA informou que as vendas do varejo caíram 0,1 por cento em julho.

No Brasil, AmBev AMBV4.SA, Usiminas USIM5.SA, Companhia Siderúrgica Nacional (CSNA3.SA: Cotações), Banco do Brasil (BBAS3.SA: Cotações) e BM&F Bovespa BMEF3.SA BOVH3.SA anunciam os resultados do segundo trimestre.

A AmBev registrou uma queda em seu lucro líquido entre abril e junho, para 402,1 milhões de reais. [nN14431445]

Para a agenda do dia, clique [nN14467979]

  Continuação...