McCain dirá que Obama deve visitar a América do Sul

segunda-feira, 14 de julho de 2008 07:30 BRT
 

PHOENIX (Reuters) - O candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, John McCain, dirá que o candidato democrata, Barack Obama, deve visitar a América do Sul.

McCain, senador pelo Arizona, defenderá essa tese em discurso na segunda-feira em San Diego, diante do Conselho Nacional do La Raza, um dos principais grupos de defesa dos hispânicos dos Estados Unidos.

McCain, que precisa do apoio hispânico na batalha contra Obama na eleição presidencial de 4 de novembro, falará ao grupo sobre seu apoio ao acordo comercial entre EUA e Colômbia, atualmente paralisado, e também a um pacto sobre comércio para todo o hemisfério.

"E, embora não seja minha intenção elaborar a agenda de meu oponente, eu espero que o senador Obama visite em breve alguns dos outros países das Américas pela primeira vez", dirá McCain, segundo trechos do discurso que foram divulgados pela campanha do senador.

"Quando ele fizer isso, acho que também verá que laços econômicos mais fortes com nossos vizinhos, e as amizades próximas que eles encorajam, são de grandes benefícios em várias maneiras para nosso país."

A declaração é uma crítica indireta à inexperiência de Obama, senador em primeiro mandato.

McCain, que recentemente viajou para a Colômbia e para o México, já foi ao Iraque neste ano e criticou Obama por nunca ter ido a esse país. O democrata atualmente prepara uma visita ao Iraque.

O apoio a McCain entre os hispânicos é menor do que o dado a Obama, que herdou a simpatia de muitos hispânicos que apoiaram a senadora Hillary Clinton quando ela disputou com Obama a indicação democrata.

(Por Steve Holland)

 
<p>McCain durante confer&ecirc;ncia em Washington 8. Photo by Jonathan Ernst</p>