BOLSA EUROPA-Fusão e socorro a Freddie/Fannie nos EUA puxam alta

segunda-feira, 14 de julho de 2008 08:49 BRT
 

Por Patrizia Kokot

LONDRES, 14 de julho (Reuters) - As principais bolsas européias operavam em alta nesta segunda-feira, impulsionadas por bancos que avançavam por conta de plano dos Estados Unidos de socorro dos grupos hipotecários Fannie Mae FNM.N e Freddie Mac FRE.N. Os negócios também eram influenciados por atividade de fusão e aquisição nos setores de cervejas e financeiro.

Às 8h45 (horário de Brasília), o índice FTSEurofirst 300 .FTEU3, que acompanha as principais empresas européias, avançava 1,45 por cento, para 1.142 pontos. Na sexta-feira, o índice recuou 2,6 por cento, em seu pior fechamento em mais de três anos por temores sobre a Freddie Mac e Fannie Mae.

O índice de bancos europeus subia fortes 3,07 por cento.

A Fannie Mae FNM.F e a Freddie Mac FRE.F saltavam 24,5 e 34 por cento, respectivamente, em Frankfurt, depois que um plano do Tesouro dos Estadados Unidos e do Federal Reserve criou amplas medidas para empréstimos de dinheiro e compra de ações das instituições se as empresas precisarem.

"Os Estados Unidos estão fazendo tudo que podem para apoiar o sistema financeiro... São boas notícias num cenário persistentemente obscuro", afirmou Peter Dixon, economista no Commerzbank, em Londres.

O setor bancário também recebia impulso depois que o espanhol Santander (SAN.MC: Cotações) informou que fechou acordo para comprar o britânico Alliance & Leicester ALLL.L, cujas ações disparavam 46 por cento. Enquanto isso, o Santander subia 0,7 por cento.

O Barclays (BARC.L: Cotações) tinha alta de 6 por cento, Lloyds TSB (LLOY.L: Cotações), saltava 7 por cento e o UBS UBSN.VX tinha valorização de 2,8 por cento.

"O mercado viu com bons olhos isso e o que estamos vendo agora é que o dinheiro que estava fora do mercado há muito tempo está de volta", disse Stephen Pope, estrategista da Cantor Fitzgerald Europe.   Continuação...