Presidente da InBev não vê mexicanca Modelo contra acordo

segunda-feira, 14 de julho de 2008 11:14 BRT
 

BRUXELAS/NOVA YORK, 14 de julho (Reuters) - O presidente-executivo da InBev INTB.BR, Carlos Brito, afirmou nesta segunda-feira que não vê impedimento à compra da norte-americana Anheuser-Busch por parte da cervejaria mexicana Modelo.

Segundo o executivo, a InBev vê uma grande parceria com a Modelo, maior cervejaria mexicana e fabricante da marca Corona. Ele afirmou que os tons da negociação com a Modelo são positivos e que não há um prazo para o grupo mexicano se posicionar sobre a operação.

Brito também informou que a operação de 52 bilhões de dólares não deve gerar grandes problemas do ponto de vista regulatório.

Já o presidente-executivo da Anheuser-Busch, August Busch IV, afirmou que a fusão com a InBev aconteceu em "tempos difíceis", mas no final "o resultado correto surgiu para todo mundo".

O presidente da cervejaria norte-americana disse que o preço proposto pela InBev, de 70 dólares por ação, representa um "valor correto e completo" para os acionistas.

A fusão não deve gerar de imediato uma redução nos gastos de marketing da companhia combinada, disse Brito, evitando comentar que ativos que não fazem parte das operações principais do novo grupo poderiam ser vendidos.

(Por Philip Blenkinsop em Bruxelas e redação de Nova York)