ATUALIZA-Fed faz do JPMorgan ponte para empréstimo ao Bear

sexta-feira, 14 de março de 2008 17:15 BRT
 

(Texto reescrito com mais informações)

WASHINGTON, 14 de março de 2008 (Reuters) - O Federal Reserve, em uma ação emergencial que se acredita não ter sido usada desde a Grande Depressão, lançou uma bóia salva-vidas ao Bear Stearns BSC.N nesta sexta-feira, fazendo do JP Morgan Chase (JPM.N: Cotações) um intermediário para passar recursos ao banco de investimentos.

Em uma reunião convocada às pressas, a diretoria do Fed autorizou, por unanimidade, o JP Morgan Chase (JPM.N: Cotações) a tomar recursos do Fed em nome do Bear Stearns BSC.N, que não pode emprestar recursos diretamente --um privilégio concedido somente a bancos que aceitam depósitos.

Ao comentar a operação, o Fed afirmou, em um comunicado, que estava pronto "para garantir toda a liquidez necessária para promover o funcionamento adequado do sistema financeiro" --seu terceiro anúncio surpresa nos últimos oito dias.

O processo começou depois que o Bear Stearns chamou o Fed em busca de ajuda, disseram técnicos do banco. O pedido provocou a reunião de emergência da diretoria nesta manhã. Os funcionários do banco não quiseram informar por que o JP Morgan foi escolhido como intermediário.

Os funcionários informaram à Reuters que acreditam que essa tenha sido a primeira vez que um acerto desse tipo tenha sido fechado desde a Grande Depresão, na década de 1930.

Para aprovar o plano, o Fed adotou procedimentos de emergência que permitiram que a decisão fosse tomada com quatro votos favoráveis. Nos procedimentos normais do banco, um mínimo de cinco votos seriam necessários.

A diretoria do Fed, composta por sete membros, tem hoje duas vagas. Além disso, um dos membros, Frederic Mishkin, não pôde participar da reunião.

(Por Mark Felsenthal)