ATUALIZA-Bernanke promete esforços contra execuções hipotecárias

sexta-feira, 14 de março de 2008 15:41 BRT
 

(Texto atualizado com mais declarações de Bernanke)

WASHINGTON, 14 de março (Reuters) - O chairman do Federal Reserve, Ben Bernanke, prometeu nesta sexta-feira que o banco central norte-americano vai fazer todos os esforços para amenizar os danos provocados pela onda de execuções hipotecárias, o que ele disse derivou parcialmente de uma negligência nos empréstimos.

Falando no encontro anual da National Community Reinvestment Coalition, Bernanke esboçou as causas para a atual turbulência, sem comentar diretamente a política monetária. O Fed deve cortar os juros novamente na próxima reunião, na próxima terça-feira.

"Grande parte dos empréstimos nos últimos anos não foram nem responsáveis nem prudentes", disse. Ele ressalvou, porém, que o empréstimo a tomadores menos confiáveis foi benéfico no passado e será novamente em algum momento futuro.

Boa parte da tensão nos mercados hipotecários que se espalhou pelo resto da economia começou nas chamadas hipotecas subprime (de alto risco), muitas das quais feitas com pesquisa inadequada pelos emprestadores.

Mas ele apontou que, em 2007, cerca de 45 por cento das execuções ocorreram em hipotecas prime, near-prime e garantidas pelo governo (com menor risco), o que demonstra que o problema não está somente nos empréstimos subprime.

Bernanke também pontuou que algumas práticas de financiamento foram "abusivas, injustas ou enganosas", o que levou as pessoas a tomar empréstimos sobre os quais não tinham compreensão.

Ainda que a crise imobiliária atual tenha várias causas, a queda dos preços das moradias é um dos mais significativos, disse Bernanke, porque torna difícil o refinanciamento e também encoraja alguns proprietários a simplesmente desistir.   Continuação...