Citigroup deve registrar baixa contábil de US$24 bi--TV

segunda-feira, 14 de janeiro de 2008 18:03 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - O Citigroup, maior banco dos Estados Unidos, pode cortar entre 17 mil e 24 mil empregos e registrar uma baixa contábil de 24 bilhões de dólares em perdas com subprime e outros tipos de crédito como parte de um plano para cortar custos e aumentar o capital, informou a rede de televisão CNBC nesta segunda-feira.

As medidas podem ser anunciadas na terça-feira, segundo a CNBC, quando o Citigroup deve divulgar o maior prejuízo trimestral de sua história.

Analistas esperam, em média, prejuízo de cerca de 5 bilhões de dólares, de acordo com a Reuters Estimates.

O Citigroup pode também reduzir seu dividendo trimestral de 0,54 dólar por ação, que corresponde a 7,6 por cento de rendimento do dividendo. Ele também pode levantar bilhões de dólares de capital novo através de várias entidades, incluindo seu maior acionista individual, o príncipe saudita Alwaleed bin Talal, de acordo com reportagens. Em novembro, o banco vendeu uma parcela de 7,5 bilhões de dólares para o governo de Abu Dhabi.

O Citigroup não estava imediatamente disponível para comentários.

Em novembro, o banco anunciou que faria uma baixa contábil entre 8 bilhões e 11 bilhões de dólares por conta de perdas com colaterais de dívidas associadas a hipotecas de alto risco (subprime). Esse mercado se deteriorou mais desde então, e muitos concorrentes do banco já anunciaram grandes prejuízos associados a esse setor.

Novos cortes no Citigroup podem ocorrer no próximo ano, segundo a CNBC. Eles ocorreriam após a redução de 17 mil postos anunciada em abril, quando o Citigroup empregava cerca de 327 mil pessoas.

(Reportagem de Jonathan Stempel)