JURO-Aversão global a risco eleva maioria das projeções

sexta-feira, 14 de março de 2008 16:46 BRT
 

SÃO PAULO, 14 de março (Reuters) - O aumento global da aversão ao risco contaminou o mercado de juros futuros nesta sexta-feira, com alta generalizada das taxas, depois que o banco de investimento Bear Stearns precisou recorrer a um financiamento emergencial para evitar um colapso.

O contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) janeiro de 2009 subiu de 12,17 por cento para 12,25 por cento, e o DI janeiro de 2010 avançou de 12,98 por cento para 13,09 por cento.

"A aversão ao risco subiu bastante, o custo de capital consequentemente aumenta", disse Rodrigo Ferreira, operador do Banco Alfa de Investimento. As projeções que caíram, pontuou o operador, tiveram muito pouca liquidez.

O risco Brasil 11EMJ se aproximava à tarde dos 300 pontos-básicos, com alta de 15 pontos.

No mercado aberto, o Banco Central recolheu 23,127 bilhões de reais, a 11,19 por cento ao ano, até 2a-feira. O BC também realizou as operações compromissadas tradicionais, com prazo de 5 e 7 meses.

(Por Silvio Cascione; Edição de Alexandre Caverni)