Greve reduz produção de petróleo da Petrobras em 16%

segunda-feira, 14 de julho de 2008 13:03 BRT
 

Por Denise Luna

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Petrobras informou na segunda-feira que a greve dos petroleiros reduziu a produção da companhia em 16 por cento, ou 300 mil barris diários, mas que espera reverter a situação com o avanço das negociações com seus empregados.

Os petroleiros da bacia de Campos, responsável por 80 por cento da produção nacional, de cerca de 1,8 milhão de barris diários, entraram em greve à zero hora desta segunda-feira para tentar forçar a empresa a considerar o dia do desembarque da plataforma como trabalho e não folga.

Segundo os grevistas, a redução da produção foi da ordem de 400 mil barris diários.

A greve é restrita à bacia de Campos e promovida pelo Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense.

Na terça-feira, a Federação Única dos Petroleiros (Fup) vai se reunir para decidir se estende a greve a outras regiões produtoras do Brasil.

No caso da Fup, a reivindicação é por maior participação nos lucros da companhia e mais segurança para os trabalhadores.

Segundo a Petrobras, a equipe de contingência montada pela companhia vai tentar garantir a normalidade do abastecimento nos cinco dias previstos de greve na bacia de Campos e não deverá haver prejuízo à população.

"Com o acionamento do Plano de Contingência da companhia, as plataformas da Bacia de Campos continuam produzindo e está garantida a segurança das operações", informou a Petrobras em nota.   Continuação...