Correa diz estar disposto a governar por muitos anos ainda

segunda-feira, 14 de julho de 2008 14:53 BRT
 

QUITO (Reuters) - Embora ainda faltem muitos anos, o presidente do Equador, Rafael Correa, já está pensando em buscar sua reeleição na próxima década, se triunfar uma proposta oficial de Constituição socialista, que será votada em um referendo, afirmou a um jornal local.

A carta magna, que busca dar mais poder ao Estado sobre a economia, inclui uma reforma nas normas eleitorais que permitiria que o presidente se candidatasse a um segundo período de governo consecutivo de quatro anos, o que agora é proibido.

"E por que não? Por que alguns amargurados ficam bravos? Sempre dissemos: reeleição imediata por uma única vez. Somos muito coerentes", disse Corrêa em uma entrevista para o jornal estatal El Telégrafo.

O primeiro mandato de Correa, que segundo os críticos tenta se imortalizar no poder, deveria terminar em 2011 de acordo com a legislação atual. Entretanto, a nova Constituição lhe permitiria convocar eleições em 2009 para referendar seu mandato sem considerar sua potencial vitória como o início de um segundo período de Governo.

Se triunfar nessa eleição, Correa poderia ficar no poder até 2013, e depois optar por uma reeleição para governar por mais quatro anos.

(Por Alexandra Valencia)