Lucro da CSN dobra no 3o trimestre e vai a R$699 mi

quarta-feira, 14 de novembro de 2007 07:52 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Companhia Siderúrgica Nacional anunciou no final da noite de terça-feira lucro líquido de 699 milhões de reais no terceiro trimestre, um aumento de 109,2 por cento frente ao resultado apurado no mesmo período do ano passado.

O resultado foi apoiado em aumento da receita, ganhos financeiros obtidos com a valorização do real e operações de tesouraria. No terceiro trimestre de 2006, a siderúrgica teve um lucro líquido de 334 milhões de reais.

A empresa teve um resultado financeiro líquido positivo de 56 milhões de reais contra perda de 437 milhões de reais no mesmo período de 2006.

Além disso, no terceiro trimestre do ano passado, a companhia sofreu um impacto negativo de 253 milhões de reais em lucros cessantes por conta de uma parada de alto-forno na primeira metade do ano.

No segundo trimestre, o grupo siderúrgico teve lucro líquido de 952 milhões de reais, impulsionado por crédito fiscal de 328 milhões de reais.

A CSN informou que teve uma geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) de 1,3 bilhão de reais nos três meses encerrados em setembro e margem de 44 por cento. No terceiro trimestre de 2006, o Ebitda somou 912 milhões de reais e a margem foi de 35,2 por cento.

A empresa teve receita líquida de 2,97 bilhões de reais, crescimento 14,5 por cento na comparação com o faturamento obtido um ano antes.

Em volume, as vendas da empresa somaram 1,35 milhão de toneladas de aço, ante 1,26 milhão de toneladas no terceiro trimestre de 2006.

A produção de minério de ferro da mina Casa de Pedra somou 3,87 milhões de toneladas no trimestre passado e o volume de vendas consolidado da commodity foi de 3,31 milhões de toneladas. No acumulado dos primeiros nove meses do ano, a mina produziu 11,7 milhões de toneladas de minério e o volume de vendas somou 6,54 milhões de toneladas. Desse total, 51 por cento foi absorvido pelo mercado interno e o restante foi exportado.

(Reportagem de Alberto Alerigi Jr.)