Al Qaeda no Iraque está enfraquecida, não destruída, diz general

segunda-feira, 15 de outubro de 2007 23:03 BRST
 

WASHINGTON (Reuters) - Os militares dos Estados Unidos enfraqueceu, mas não destruiu, a Al Qaeda no Iraque, disse o comandante dos fuzileiros navais norte-americanos, general James Conway, na segunda-feira.

"Acho que eles foram significativamente enfraquecidos", disse ele após discursar no Center for a New American Security.

"Acho que essa é a palavra justa. Não diria destruída, não diria eliminada", acrescentou.

Conway disse que os militares norte-americanos fizeram grandes progressos nos últimos meses na província de Anbar, a oeste de Bagdá. O local já foi um reduto da Al Qaeda e o mais perigoso para tropas norte-americanas no país.

O general disse que a província está muito mais segura atualmente, graças, em parte, à colaboração com moradores locais no fornecimento de informações de inteligência e do trabalho de forças especiais que têm a Al Qaeda como alvo.

Mas Conway enfatizou que elementos da Al Qaeda mostraram uma "capacidade impressionante de se regenerar" e promover operações sofisticadas, mesmo depois de perder líderes importantes.

"Eles estão enfraquecidos? Sim. Eles ainda são perigosos? Absolutamente, e certamente eles não estão destruídos", disse o general.

(Por Andrea Shalal-Esa e Kristin Roberts)