Arábia Saudita sacrifica 50 mil aves após achar vírus H5N1

quinta-feira, 15 de novembro de 2007 12:43 BRST
 

RIAD (Reuters) - A Arábia Saudita sacrificou 50 mil aves de uma propriedade onde foi descoberta a presença do vírus H5N1, causador da gripe aviária, de acordo com a imprensa saudita nesta quinta-feira.

Um comunicado do Ministério da Agricultura publicado em jornais divulgou que as aves foram sacrificadas numa fazenda de Al-Kharj, 150 quilômetros ao sul da capital, Riad, após 1.500 aves terem morrido no início desta semana.

O comunicado afirmou que não estava clara a maneira como as aves foram contaminadas pelo vírus H5N1. Não havia outros detalhes.

Em março, a Arábia Saudita divulgou a descoberta da doença em pavões, perus, avestruzes e papagaios em uma casa localizada na região leste do reino, afirmando que um número não especificado de aves da região foram sacrificadas.

Em fevereiro, a Arábia Saudita removeu a restrição sobre as importações de aves de 42 países, implementada em 2004.

(Por Andrew Hammond)