Terremoto no norte do Chile afeta pelo menos 15 mil pessoas

quinta-feira, 15 de novembro de 2007 12:19 BRST
 

SANTIAGO (Reuters) - O terremoto de magnitude 7,7 que sacudiu o norte do Chile na quarta-feira prejudicou pelo menos 15 mil pessoas, principalmente na área costeira de Tocopilla, além de deixar dois mortos e centenas de feridos, afirmou o governo do país na quinta-feira.

O tremor, que gerou pânico em várias cidades e povoados no norte chileno, provocou também a interrupção das atividades das grandes mineradoras de cobre que operam na região.

O balanço oficial preliminar da Agência Nacional de Emergências (Onemi) "é de 15 mil pessoas atingidas, já que temos quase 4 mil casas que foram danificadas ou desmoronaram", disse a jornalistas o ministro porta-voz, Ricardo Lagos Weber.

A presidente chilena, Michelle Bachelet, viajou ao local afetado pelos tremores, onde se reuniu com ministros para avaliar os danos e coordenar a ajuda ao local, que foi sacudido posteriormente por várias réplicas.

O governo disponibilizou o envio de barracas de emergência, além de remédios e ajuda humanitária aos locais afetados pelo tremor.

O Serviço Geológico dos Estados Unidos informou que o terremoto, que ocorreu após o meio-dia e foi sentido inclusive em países vizinhos, teve seu epicentro a 170 quilômetros a noroeste da cidade de Antofagasta, próxima ao povoado de Quillagua.

A Onemi afirmou que duas mulheres de 88 e 54 anos, morreram em razão do desabamento de muros em Tocopilla, 1.550 quilômetros ao norte da capital Santiago e próxima do epicentro do terremoto.

Em meados de agosto, o Peru foi afetado por um terremoto de magnitude 8 que deixou mais de 500 mortos. Em junho de 2005, um tremor de magnitude 7,9 sacudiu o norte chileno com um saldo de uma dezena de mortos.

(Por Rodrigo Martínez)

 
<p>Moradores observam telhado que desmoronou sobre um carro ap&oacute;s terremoto em Antofagasta, 1.360 quil&ocirc;metros ao noroeste de Santiago. O terremoto de magnitude 7,7 que sacudiu o norte do Chile na quarta-feira prejudicou pelo menos 15 mil pessoas, principalmente na &aacute;rea costeira de Tocopilla, al&eacute;m de deixar dois mortos e centenas de feridos, afirmou o governo do pa&iacute;s na quinta-feira. Photo by Reuters</p>