Petroleiros querem ampliar greve para refinarias

terça-feira, 15 de julho de 2008 09:58 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Os petroleiros podem estender a greve de cinco dias que começou na segunda-feira na bacia de Campos, maior unidade de produção do Brasil, para o resto do país e incluir ainda refinarias e terminais de descarga, afirmaram representantes dos sindicatos nesta terça-feira.

Os empregados da Petrobras da bacia de Campos, que produz 80 por cento do petróleo brasileiro, entraram no segundo dia de uma greve planejada até sexta-feira e afirmaram que ainda não foi agendado um encontro com a Petrobras .

A Federação Única dos Petroleiros (Fup) irá se reunir nesta terça-feira para discutir uma greve mais ampla, visando exigir maior participação nos lucros e segurança no trabalho.

"A Petrobras afirmou que sua oferta é final, então agora nós teremos uma queda de braço sobre isso", afirmou José Genivaldo Silva, diretor da Fup. "Nossa proposta de greve afetará o país inteiro e incluirá também as refinarias e terminais".

A Petrobras implementou um plano de contingência para manter a produção com uma equipe emergencial na maioria das plataformas na bacia de Campos. A empresa afirmou na segunda-feira que está produzindo em pelo menos 96 por cento de sua capacidade de 1,8 milhão de barris por dia.

(Reportagem de Elzio Barreto e Reese Ewing)