Chávez chega à Unasul e culpa EUA por crise na Bolívia

segunda-feira, 15 de setembro de 2008 15:30 BRT
 

SANTIAGO (Reuters) - O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, voltou a acusar os Estados Unidos de tramar a queda do presidente boliviano Evo Morales, ao chegar na segunda-feira ao Chile para uma reunião de emergência entre líderes sul-americanos pela crise na Bolívia.

Chávez ordenou na semana passada a expulsão do embaixador norte-americano em Caracas, em solidariedade a Morales, aliado próximo do venezuelano, em meio a uma profunda crise política no país mais pobre da América do Sul.

"Estão tentando derrubar o presidente Evo Morales e a conspiração foi elaborada e apoiada pelo império dos Estados Unidos", disse Chávez a jornalistas no aeroporto internacional de Santiago.

"Aqui estamos os presidentes dos governos da União de Nações Sul-Americanas para discutir, debater e ouvir o presidente Morales e para tomar decisões de apoio à democracia boliviana e à estabilidade na Bolívia", acrescentou.

(Reportagem de Claudio Cerda)