Mercados nos EUA caem por preocupação com crédito e Citigroup

segunda-feira, 15 de outubro de 2007 19:13 BRST
 

Por Kristina Cooke

NOVA YORK (Reuters) - As bolsas de valores dos Estados Unidos fecharam em baixa nesta segunda-feira, após uma perspectiva pessimista feita pelo Citigroup e a notícia de que grandes bancos estão formando um fundo para proteger o mercado financeiro, o que diminuiu a esperança de investidores de uma rápida solução para a crise mundial de crédito.

O índice Dow Jones caiu 0,77 por cento, para 13.984 pontos. O Standard & Poor's 500 recuou 0,84 por cento, para 1.548 pontos, e o indicador tecnológico Nasdaq teve desvalorização de 0,91 por cento, para 2.780 pontos.

O vice-presidente financeiro do Citigroup, Gary Crittenden, deu o tom para a sessão em Wall Street nesta segunda-feira, ao afirmar que o crédito ao consumidor norte-americano irá se enfraquecer neste trimestre, após o aumento da inadimplência de hipotecas.

Seu comentário incitou a maior queda dos papéis do Citigroup em dois meses, de 3,41 por cento, e pesou sobre as ações do setor financeiro.

Bancos incluindo o Citigroup, o Bank of America e o JP Morgan Chase divulgaram que estão reunindo recursos para evitar que fundos de investimentos tenham que vender bilhões de dólares em bônus ligados a hipotecas de alto risco (subprime) e outras dívidas.

Também pesou sobre o mercado o aumento do preço do petróleo no mercado internacional, para acima dos 86 dólares por barril, o que pode pressionar a inflação e os gastos do consumidor.