BOVESPA-Discurso de Bernanke eleva pessimismo e índice cai 2,5%

terça-feira, 15 de julho de 2008 11:47 BRT
 

SÃO PAULO, 15 de julho (Reuters) - A Bolsa de Valores de São Paulo operava no vermelho nesta terça-feira, de braços dados com os mercados internacionais, em resposta a previsões negativas do presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke, sobre a economia dos Estados Unidos.

Às 11h46, o Ibovespa .BVSP, principal índice da bolsa paulista, registrava desvalorização de 2,45 por cento, aos 59.236 pontos. O volume financeiro de negócios somava 1,5 bilhão de reais.

Inflação recorde na Grã-Bretanha, desaceleração econômica no Japão e forte queda na confiança do consumidor da Alemanha juntavam-se a temores de novas perdas de grandes instituições financeiras para levar o principal índice das bolsas européias ao menor nível desde 2005. Antes, as praças asiáticas já tinham fechado no pior patamar em dois anos.

Em Wall Street, o pessimismo era turbinado pela notícia de que a agência Moody's reduziu o rating da Fannie Mae, uma das principais firmas hipotecárias dos Estados Unidos ao lado da Freddie Mac, reforçando temores de novas perdas relacionadas à crise no setor imobiliário do país.

O clima azedou de vez com a repercussão negativa ao conteúdo das declarações Bernanke ao Senado norte-americano, prevendo que a economia do país vai crescer menos e a inflação, mais.

O índice Dow Jones .DJI recuava 1,5 por cento, enquanto o S&P, também da Bolsa de Nova York, cedia 1,6 por cento. Ambos chegaram a cair mais de 2 por cento.

"Essas notícias estão deixando o mercado ainda mais cismado", disse Ricardo Tadeu Martins, gerente de pesquisa da Planner corretora.

Na Bovespa, as ordens de vendas pesavam com mais força sobre as ações de teles e de siderúrgicas. As preferenciais da Vivo VIVO4.SA caíam 4,37 por cento, para 8,75 reais, no segundo dia seguido de forte desvalorização.

Dentre as fabricantes de aço, os papéis preferenciais da Gerdau Metalúrgica (GOAU4.SA: Cotações) declinavam 3,47 por cento, para 46,50 reais.   Continuação...