Minerva tem lucro de R$19,4 mi no 2o tri, queda de 11% ante 2007

sexta-feira, 15 de agosto de 2008 12:53 BRT
 

SÃO PAULO, 15 de agosto (Reuters) - O Minerva S.A., um dos três maiores exportadores brasileiros de carne in natura, teve lucro líquido ajustado de 19,4 milhões de reais no segundo trimestre, 11 por cento menos que os 21,8 milhões registrados no mesmo período de 2007, informou a empresa em comunicado.

O Minerva BEEF3.SA fechou o trimestre com uma receita líquida de 569,1 milhões de reais, com aumento de 86,9 por cento em relação ao mesmo período de 2007 e de 23,3 por cento sobre os três primeiros meses do ano.

No acumulado de 2008, a receita líquida do Minerva totalizou 1,03 bilhão, com aumento de 68,9 por cento sobre a primeira metade de 2007.

O Ebitida (lucro antes do pagamento de juros, impostos, depreciação e amortização) totalizou 47 milhões, 68,5 por cento a mais do que no mesmo período do ano passado.

Na nota, o Minerva atribui os resultados positivos ao "aumento do poder aquisitivo do brasileiro".

Segundo a empresa, "também impactou positivamente nos resultados... as vendas no mercado interno", que cresceram 132,6 por cento na comparação entre trimestres.

A fatia da empresa nas exportações de carne in natura do Brasil atingiu 16 por cento no segundo trimestre deste ano, contra 12 por cento no mesmo período de 2007.

"De acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), o Minerva fechou o primeiro semestre de 2008 como o terceiro maior exportador entre todos os frigoríficos brasileiros", informa a nota.

O Minerva informou ainda que a recente aquisição de 70 por cento das ações do frigorífico Friasa, no Paraguai, servirá para complementar a receita oriunda de exportações. O Friasa terá sua estrutura prioritariamente voltada para esse fim, segundo a empresa.

A companhia exporta seus produtos para 80 países, tem capacidade de abate de 6.200 cabeças diárias e processamento de 1.450 toneladas.

(Texto de Fabio Murakawa; edição de Roberto Samora)