ATUALIZA-Índice de frete marítimo para commodities despenca

quarta-feira, 15 de outubro de 2008 11:04 BRT
 

(Texto atualizado com mais informações)

LONDRES, 15 de outubro (Reuters) - O índice de preços do frete marítimo para granéis do Báltico .BADI, um importante indicador do movimento de matérias-primas no mundo, registrou queda para o menor valor em cinco anos e meio, com crescentes temores de recessão pela turbulência financeira e por uma menor demanda por commodities na China, disseram analistas.

O índice com base em Londres, que monitora os custos de embarque nas principais rotas de exportação para commodities secas, como carvão, minério de ferro e grãos, caiu 194 pontos, para 1.615 pontos, ou 10,72 por cento, para o seu menor valor desde fevereiro de 2003.

O indicador sofreu uma das maiores quedas em 23 anos na última semana, conforme o aprofundamento da crise financeira e a desaceleração da demanda na China enfraquecem a confiança.

Os preços do frete marítimo para commodities secas normalmente atinge a máxima no quarto trimestre motivado pela demanda por carvão na Ásia, em meio ao início da temporada de exportação dos grãos norte-americanos.

Analistas atribuíram grande parte da queda à diminuição da demanda por minério de ferro e carvão na China, motivada pelos altos estoques no país, sendo que algumas siderúrgicas chinesas reduziram a oferta devido à desaceleração no setor de manufaturados.

A demanda por minério de ferro e carvão é o principal fator que influencia os preços de frete marítimo para commodities secas, respondendo por quase metade da frota de navios dedicada ao comércio mundial desses produtos.

Desde o recorde registrado em maio, o indicador já caiu 86 por cento.