OI cancela oferta pelas ações da Amazônia e vai recorrer à CVM

quarta-feira, 15 de outubro de 2008 12:18 BRT
 

SÃO PAULO, 15 de outubro (Reuters) - A Oi TNLP4.SA decidiu suspender as ofertas públicas que faria pelas ações da Amazônia Celular e da holding Tele Norte Celular TNCP4.SA diante da iminência de ter de elevar os preços.

A empresa também informou, em comunicado ao mercado, que irá recorrer ao colegiado da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) depois que a autarquia, com base no recurso de um investidor, manifestou entendimento de que a oferta teria de acompanhar o preço pago pelo bloco de controle, no chamado "tag along".

Dessa forma, a Oi, que se ofereceu para pagar 38 reais por ação em circulação, teria de elevar a oferta para 93,58 reais no caso da Tele Norte e para 143,13 reais no caso da Amazônia.

No comunicado desta quarta-feira, a Oi afirma que vai entrar com um recurso no colegiado da CVM em até 15 dias e, por isso, suspendeu as ofertas previstas para acontecer neste mês até que a CVM se manifeste.

A Oi comprou a operadora do Amazonas da Vivo em dezembro de 2007 e já havia elevado o preço oferecido pelas ações em 48 por cento, quando a oferta passou para os 38 reais.

A empresa, que também aguarda mudanças regulatórias para comprar a Brasil Telecom BRTP4.SA, já informou ter intenção de simplificar a estrutura societária das companhias com a oferta pública, que poderia resultar no fechamento do capital da Amazônia Celular.

(Por Taís Fuoco, Edição de Daniela Machado)