CONSOLIDA-Venda no varejo dos EUA cai e indústria exibe fraqueza

quarta-feira, 15 de outubro de 2008 13:11 BRT
 

Por Emily Kaiser

WASHINGTON, 15 de outubro (Reuters) - As vendas no varejo dos Estados Unidos tiveram no mês passado a pior queda em mais de três anos, enquanto um termômetro da atividade manufatureira em Nova York atingiu o menor patamar desde o início da leitura, em 2001. Os dados, divulgados nesta quarta-feira, intensificaram os temores de recessão.

O índice de inflação no atacado mostrou alívio, sugerindo que o Federal Reserve tem espaço para reduzir mais a taxa básica de juro.

As vendas no varejo caíram 1,2 por cento em setembro, para uma taxa ajustada sazonalmente de 375,5 bilhões de dólares, informou o Departamento de Comércio. Foi a queda mais forte desde agosto de 2005 e excedeu a previsão de analistas, de redução de 0,7 por cento.

O índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês), caiu 0,4 por cento em setembro, em linha com as expectativas.

Com a economia enfraquecida e a inflação desacelerando, investidores apostam em mais cortes do juro básico além dos 3,75 pontos percentuais já reduzidos nos últimos 13 meses.

"A questão na cabeça de todo mundo é quão profunda será a recessão", disse Kathy Lien, diretora da área de pesquisa cambial no GFT Forex, em New York.

"Os números de hoje (das vendas no varejo) indicam uma chance muito grande de crescimento negativo no terceiro trimestre e certamente abre caminho para um corte de 0,25 a 0,50 ponto percentual (do juro) nos próximos meses."

  Continuação...