Pressionado, Senado desiste de criar cargos e anuncia concurso

terça-feira, 15 de julho de 2008 13:47 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - A Mesa Diretora do Senado recuou nesta terça-feira e decidiu arquivar a criação de 97 novos cargos com salários de 9.979 reais. Anunciou ainda a realização de um concurso.

"A pressão da opinião pública pesou e agora vamos realizar um concurso público para 50 vagas a partir de setembro", disse o presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN).

Os dados do concurso ainda não estão definidos e dependerão da divulgação do edital.

Os 97 cargos, criados na quinta-feira por decisão da própria mesa sem necessidade concurso, corresponderiam a um assessor para cada um dos 81 senadores e mais 16 para as lideranças partidárias. O custo seria de 12,5 milhões de reais por ano nas despesas da Casa.

O Senado argumentava que a medida seria tomada por reciprocidade à Câmara, que elevou a verba de gabinete dos deputados de 50 mil para 60 mil reais.

Garibaldi disse que, antes da decisão dos sete integrantes da mesa, consultou também os líderes dos partidos, que foram contrários à criação dos cargos.