BC insiste que fará tudo para ter IPCA em 4,5% em 2009

terça-feira, 15 de julho de 2008 14:16 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, reiterou nesta terça-feira que será feito o necessário para a inflação convergir ao centro da meta em 2009.

"O Banco Central está comprometido a fazer o necessário enquanto for necessário para assegurar a convergência da inflação para o centro da meta já no ano de 2009", disse à Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado.

Meirelles evitou comentários diretos sobre 2008, reforçando a visão de analistas de que a política monetária já está voltada para o próximo ano.

"(Para) 2008, o mercado está fazendo as suas previsÕes, e estamos monitorando atentamente", respondeu quando questionado por parlamentares sobre a inflação neste ano.

"O nosso compromisso, mais uma vez, é manter a inflação o mais baixa possível, não só este ano, mas convergir para o centro da meta de 2009."

A audiência no Congresso, para apresentação periódica sobre a economia, acontece uma semana antes da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom).

Meirelles também destacou que a tendência de crescimento do varejo continua e que os dados agregados de inadimplência não indicam, até o momento, um aumento substancial. "No entanto, estamos atentos a isso."

As vendas do varejo brasileiro acumulam crescimento de 10,9 por cento neste ano, até maio, de acordo com dados divulgados nesta terça-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O presidente do BC também repetiu que o aumento da meta de superávit primário, para 4,3 por cento do Produto Interno Bruto (PIB), ajuda no combate à inflação. "Qualquer ajuda é bem-vinda", acrescentou.

(Por Ana Nicolacci da Costa; Texto de Daniela Machado; Edição de Renato Andrade)