PANORAMA2-EUA mostram fraqueza, mas não desanimam mercado

quinta-feira, 15 de maio de 2008 18:10 BRT
 

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 15 de maio (Reuters) - Os dados econômicos nos Estados Unidos trouxeram notícias desanimadoras nesta quinta-feira, mas não foram suficientes para impedir a alta das bolsas de valores em Nova York e no Brasil.

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) bateu mais um recorde de fechamento, acima de 71 mil pontos. Um dos destaques do pregão foi a Vale (VALE5.SA: Cotações), com alta de 2,88 por cento.

Em Wall Street, os principais índices ganharam força no final do dia. A alta foi puxada pela expectativa de um pacote no Senado para ajudar o mercado imobiliário e pelo desempenho do setor de tecnologia em meio à batalha pelo Yahoo (YHOO.O: Cotações).

O bom desempenho do mercado acionário favoreceu a queda do dólar no Brasil. A moeda recuou também por causa do ingresso de divisas no país, segundo agentes de mercado.

O avanço das ações ofuscou a fraqueza de indicadores industriais referentes ao começo do mês. A atividade industrial no Meio-Atlântico dos Estados Unidos recuou pelo sexto mês seguido em maio, e a atividade manufatureira também declinou no mês, de acordo com relatórios de unidades regionais do Fed.

O mercado de trabalho também deu sinais de apatia. O número de trabalhadores que recebem o auxílio-desemprego há mais de uma semana chegou ao maior nível em quatro anos --3,06 milhões de indivíduos.

No Brasil, os números mostraram força da economia. As vendas do comércio varejista cresceram 12 por cento no primeiro trimestre, recorde para a série do IBGE iniciada em 2001.

Mas a inflação ainda exibe força. O Índice Geral de Preços do Mercado-10 (IGP-10) teve em maio a maior taxa desde dezembro e a maior variação para maio dos últimos 13 anos, com alta de 1,52 por cento.   Continuação...