Confiança pesa e bolsas da Ásia fecham em queda

sexta-feira, 15 de agosto de 2008 08:00 BRT
 

HONG KONG (Reuters) - A maior parte dos mercados acionários da Ásia fechou em queda nesta sexta-feira. A confiança do investidor pesou mais uma vez, à medida em que os agentes avaliam qual será o impacto de uma recessão na Grã-Bretanha, Europa e Japão sobre os resultados das empresas na região.

O índice Nikkei da bolsa de valores de Tóquio conseguiu arrancar uma valorização de 0,48 por cento, para 13.019 pontos, embora tenha permanecido numa faixa apertada de negócios ao longo dos últimos 30 dias.

As ações de empresas exportadoras de marcas bastante conhecidas nos mercados internacionais, como Canon e Toyota Motor, apareceram entre as principais perdedoras da sessão, especialmente diante do dólar que tem mostrado valorização sustentada.

Excluindo o Japão, as ações da região Ásia-Pacífico recuavam 0,9 por cento, para o menor patamar em 17 meses, de acordo com o índice MSCI .

O índice Hang Seng da bolsa de Hong Kong fechou em queda de 1,09 por cento, puxado pela desvalorização das ações da CNOOC .

O mercado na Coréia do Sul ficou fechado nesta sexta-feira por conta do feriado do Dia da Independência.

Na Austrália, o índice da bolsa de valores local fehcou praticamente estável. As perdas no setor de matéria-prima, provocadas pelas preocupações sobre a queda no valor das commodities, acabou deixando em segundo plano os ganhos registrados nas ações de bancos e da maior empresa de telefonia do país, a Telstra Corp .

As ações da BHP Billiton, a maior mineradora do mundo, fecharam em queda de 1,9 por cento, antes da divulgação do relatório sobre o resultado anual da empresa, previsto para segunda-feira.

A Rio Tinto, alvo de uma proposta de aquisição da BHP, desvalorizou 2,4 por cento.

Na contramão, a bolsa de Xangai fechou os negócios desta sexta-feira com uma valorização de 0,56 por cento, aos 2.450 pontos, encerrando uma série de cinco sessões de baixa.