CÂMBIO-Dólar monitora bom humor externo e opera em baixa

terça-feira, 15 de abril de 2008 10:36 BRT
 

SÃO PAULO, 15 de abril (Reuters) - O dólar caía 0,41 por cento nesta terça-feira, refletindo o bom humor dos mercados internacionais e a entrada de recursos um dia antes da reunião do Banco Central que deve elevar o juro no país.

Às 10h35, a moeda norte-americana BRBY era cotada a 1,681 real. Na véspera, o dólar teve queda de 0,18 por cento.

"Tem tido fluxo (positivo) todo dia, e isso me parece relativamente normal", disse Jorge Knauer, gerente de câmbio do banco Prosper, no Rio de Janeiro.

"Agora, apesar do fluxo ser uma característica mais importante para o mercado à vista, ele é totalmente esquecido no momento em que você tem uma oscilação muito grande lá fora", acrescentou, retratando a influência do mercado internacional.

No exterior, as bolsas de valores dos Estados Unidos se preparavam para abrir em alta, animadas com o resultado da inflação no atacado em março. O núcleo dos preços ao produtor subiu 0,2 por cento, em linha com a expectativa de analistas.

Seguindo o otimismo, o risco Brasil 11EMJ exibia queda de 7 pontos-básicos e voltava a operar abaixo de 245 pontos.

Knauer, porém, comentou que tem havido certa resistência para a queda do dólar. Ainda que a moeda norte-americana tenha deixado de cair em apenas uma sessão neste mês, em nenhum desses dias a baixa foi superior a 1 por cento.

"Não vi ninguém com muita disposição para comprar (dólares), mas também tenho visto o mercado com menos disposição para vender", disse o gerente.

Na véspera, alguns agentes disseram que há investidores com posições compradas em dólares que tentam segurar a cotação da moeda à espera de um momento mais favorável para se desfazer dessa posição. De acordo com o último dado do BC, os bancos estavam comprados em quase 10 bilhões de dólares no final do mês passado no mercado à vista.

(Por Silvio Cascione; Edição de Cláudia Pires)