JURO-Taxas recuam na BM&F, apesar de deterioração global

terça-feira, 15 de janeiro de 2008 16:23 BRST
 

SÃO PAULO, 15 de janeiro (Reuters) - Os juros futuros encerraram a terça-feira em baixa, na contramão dos demais mercados que repercutiram com nervosismo dados fracos sobre a economia norte-americana.

A projeção de taxa para o final deste ano caiu abaixo de 12 por cento.

"Os juros já tinham subido muito... e já é consenso garal que a próxima decisão do Copom será de manutenção da Selic", afirmou o operador de uma corretora em São Paulo, que prefere não ser identificado.

Nos demais segmentos do mercado, o dia foi de apreensão ditada por perdas de grandes bancos em Wall Street e uma queda nas vendas do varejo norte-americano.

O dólar fechou em alta de 1,04 por cento, a 1,753 reais, enquanto o principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo caía mais de 3 por cento no final da tarde.

Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) julho de 2008 foi o mais negociado e recuou de 11,37 para 11,35 por cento ao ano.

O DI janeiro de 2009 recuou de 12,04 para 11,98 por cento e o DI janeiro de 2010 cedeu de 12,74 para 12,71 por cento.

No mercado aberto, o Banco Central recolheu 4,465 bilhões de reais das instituições financeiras por um dia, pela taxa de 11,20 por cento ao ano.

(Por Daniela Machado; Edição de Alexandre Caverni)