Oposição ameaça CPI no Senado para investigar uso de cartões

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008 13:16 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A oposição reforçou a ameaça de criar no Senado uma CPI para investigar os cartões corporativos, caso o governo não abra mão de cargos de comando da comissão mista.

"Nós vamos forçar por todos os meios a CPI mista e desejamos que ela funcione", disse o senador Sérgio Guerra (PE), presidente nacional do PSDB, durante encontro de vereadores da legenda em São Paulo.

"Se o governo não tiver juízo e ficar contra a opinião pública do país, contra a democracia, contra todos, tudo é possível. Inclusive a CPI só do Senado", acrescentou Guerra.

Enquanto o governo tem maioria na Câmara dos Deputados, no Senado ele não tem controle. Parlamentares governistas já escolheram para presidir a CPI mista o senador Neuto do Couto (PMDB-SC) e como relator o deputado Luiz Sérgio (PT-RJ).

Quanto a uma CPI em São Paulo para investigar o uso de cartões de débito pelo governo de José Serra (PSDB), Sérgio Guerra afirmou que são duas situações diferentes. "Em Brasília o quadro foi apurado pela Controladoria Geral da União e pelo Tribunal de Contas. Há desajustes, desequilíbrio e irregularidades concretas que já produziram a demissão de uma ministra" disse o senador.

Para ele, em São Paulo, não há denúncias concretas. "Não podemos trabalhar sobre hipóteses".

(Reportagem de Carmen Munari; Edição de Mair Pena Neto)