Ações européias caem com temores de desaceleração nos EUA

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008 15:11 BRST
 

LONDRES (Reuters) - As bolsas européias fecharam em queda nesta sexta-feira, refletindo as crescentes preocupações dos investidores com a economia norte-americana e as perspectivas de mais baixas contábeis nos principais bancos devido à crise de crédito.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações das empresas européias, caiu 1,97 por cento, para 1.309 pontos, com os bancos entre os piores desempenhos à medida que investidores procuraram ações defensivas como os setores alimentícios e famarcêuticas.

Os dados sobre a confiança do consumidor norte-americano vieram abaixo do esperado, o índice de produção industrial do Estado de Nova York atingiu o seu menor nível desde abril de 2003 e o varejista Best Buy alertou sobre seu lucro, o que atingiu as bolsas norte-americanas.

"Os sinais são de que a economia norte-americana está gradualmente caindo em um recessão, a economia mundial está desacelerando, os problemas dos subprimes (hipotecas de alto risco) não estão desaparecendo e o quadro parece sombrio em toda parte", disse Philippe Gijsels, estrategista da Fortis Bank em Bruxelas.

Em Londres, o índice Financial Times fechou em queda de 1,56 por cento, a 5.787 pontos.

Em Frankfurt, o índice DAX retrocedeu 1,87 por cento, para 6.832 pontos.

Em Paris, o índice CAC-40 caiu 1,79 por cento, para 4.771 pontos.

Em Milão, o índice Mibtel encerrou em baixa de 1,42 por cento, a 25.587 pontos.

Em Madri, o índice Ibex-35 registrou desvalorização de 1,8 por cento, para 13.073 pontos.

Em Lisboa, o índice PSI20 teve baixa de 0,76 por cento, para 11.282 pontos.

(Reportagem Sitaraman Shankar)