BOLSA ÁSIA-Temor de recessão profunda derruba ações

quinta-feira, 16 de outubro de 2008 07:56 BRT
 

Por Kevin Plumberg

HONG KONG, 16 de outubro (Reuters) - As principais bolsas de valores da Ásia tiveram forte queda nesta quinta-feira, puxadas por uma desvalorização de mais de 11 por cento no índice Nikkei, em Tóquio. Os preços do petróleo caíram para o patamar mais baixo em um ano, acompanhando temores de uma desaceleração global mais forte e prolongada do que inicialmente se esperava.

O otimismo sobre a estabilização dos mercados abertos foi deixado de lado e a venda generalizada de ações foi retomada com vigor, à medida em que a temporada de resultados trimestrais começa, além de notícias sobre fortes perdas em hedge funds.

"Eu acredito que hoje há apenas a combinação de incerteza e desalavancagem no mercado", disse Amar Gill, chefe de pesquisa temática da CLSA em Cingapura.

O alvoroço no mercado aumentou à medida que a fuga dos investidores de quase qualquer forma de risco pesou sobre aperspectiva econômica global, o que afeta de novo o mercado e cria assim um perigoso ciclo.

O índice Nikkei .N225 da bolsa de valores de Tóquio despencou 11,4 por cento, a maior queda em um único dia desde a quebra da bolsa de valores em 1987.

O presidente da Toyota Motor (7203.T: Cotações) disse na quarta-feira que o ambiente de negócios se deteriorou mais do que se esperava anteriormente e previu que o estratégico mercado automobilístico dos Estados Unidos deve continuar fraco por todo o próximo ano.

O índice MSCI .MIAPJ0000PUS das principais ações da região Ásia-Pacífico, com exceção do Japão, registrou queda de 8 por cento. O indicador está travado em uma tendência de baixa que levou o índice, na semana passada, ao menor patamar em quatro anos, zerando mais de 1,5 trilhão de dólares em valor de mercado.

O índice Hang Seng da bolsa de valores de Hong Kong, .HSI, fechou com em queda de 4,8 por cento, com as maiores perdas sendo vistas nos papéis ligados a companhias de commodities, como a Shenhua (1088.HK: Cotações), principal produtora de carvão da China.

O mercado de ações da Coréia do Sul .KS11 teve a sua terceira maior queda da história, de 9,44 por cento, e o won KRW= registrou desvalorização de 9,7 por cento, sua maior queda desde 1997.

O índice acionário de Xangai .SSEC perdeu 4,25 por cento, Taiwan .TWII caiu 3,25 por cento e Cingapura .FTSTI teve forte queda de 5,25 por cento.