Com credibilidade em xeque, Libor passa por revisão

quarta-feira, 16 de abril de 2008 15:31 BRT
 

Por Jane Baird

VIENA (Reuters) - A Associação Britânica dos Bancos (BBA, na sigla em inglês) acelerou uma revisão do cálculo da Libor, importante taxa de juro, após um executivo de um banco de investimentos dizer que a credibilidade do sistema está seriamente abalada.

A London Interbank Offered Rate, afetada pela crise de crédito, deve sobreviver mas teve sua credibilidade "seriamente enfraquecida", disse Paul Calello, executivo-chefe do banco de investimentos Credit Suisse .

"Continuar baseando uma enorme quantidade de derivativos em um índice com problemas de credibilidade é uma questão séria que precisamos enfrentar", afirmou no encontro anual da Associação Internacional de Swaps e Derivativos, em Viena.

A Libor é uma taxa referencial diária, publicada pela BBA, baseada nas taxas anunciadas pelas instituições financeiras para emprestar recursos sem garantia umas para as outras em dez moedas no mercado interbancário de Londres.

Ela é uma importante referência global para as taxas de juros de curto prazo, e é usada como base para o fechamento de contratos de juros em muitas das principais bolsas de futuros e opções.

A Libor ficou distorcida devido à turbulência nos mercados abertos, depois que os bancos ficaram menos dispostos a emprestar recursos com o medo de que suas contrapartes pudessem esconder perdas relacionadas à crise no mercado de hipotecas de alto risco nos Estados Unidos.

A BBA afirmou que vai excluir do processo qualquer banco que distorça o mercado, além de ter lançado uma revisão do processo. A associação, porém, não deu indicação de quando isso deve ser completado.

"A BBA vai assegurar que a Libor em dólar continue a ser transparente, objetiva e acurada", disse um porta-voz.