Danos de Wall Street se espalham e mercados da Ásia caem

terça-feira, 16 de setembro de 2008 08:22 BRT
 

Por Kevin Plumberg

HONG KONG (Reuters) - As bolsas de valores asiáticas recuaram nesta terça-feira, com mercados no Japão e em Hong Kong apresentando quedas de cinco a seis por cento. Preços de títulos governamentais subiram, com investidores temendo que problemas com o grupo segurador American International Group se espalhem globalmente rapidamente logo depois do Lehman Brothters ter pedido proteção contra falência.

"Não há escapatória para ninguém. Todos nós temos que apostar ou tirar algum recurso da quantidade global conjunta de dinheiro e todos somos afetados por isso", disse Adnan Kucukalic, estrategista chefe do Credit Suisse em Sydney.

As ações da região Ásia-Pacífico, exceto no Japão, atingiram o índice mais baixo em dois anos, depois de um dos períodos de 48 horas mais explosivos do mercado financeiro. Isso acelerou a fuga de ativos de risco. Investidores tiraram dinheiro de fundos relacionados a commodities, puxando o preço do petróleo abaixo de 92 dólares o barril.

O índice Nikkei da bolsa de TÓQUIO teve queda de 4,95 por cento, para 11.609 pontos, patamar mais baixo em três anos.

Os mercados do Japão, Coréia do Sul, China e Hong Kong estiveram fechados na segunda-feira, mas rapidamente seguiram as vendas de Nova York nesta terça-feira. O índice Dow Jones teve recuo na véspera de mais de 500 pontos, ou 4,4 por cento, na maior queda diária desde a reabertura dos negócios após os ataques de setembro de 2001.

O setor financeiro foi atingido por uma onda de vendas. Ações da principal instituição financeira do Japão, o Mitsubishi UFJ Financial Group, despencaram 7,7 por cento, e os papéis do Macquarie Group, da Austrália, tiveram queda de 6,7 por cento.

O índice MSCI que reúne os mercados da região Ásia-Pacífico exceto Japão recuava às 8h14 (horário de Brasília) 4,3 por cento, a 332 pontos, patamar mais baixo desde agosto de 2006. Em relação ao pico atingido em outubro do ano passado, o indicador acumula queda de 44 por cento.

Na Austrália, a bolsa de SYDNEY perdeu 1,39 por cento, para 4.750 pontos.   Continuação...