Barclays negocia compra de unidade do Lehman; crise se espalha

terça-feira, 16 de setembro de 2008 09:09 BRT
 

Por Douwe Miedema

LONDRES (Reuters) - O britânico Barclays emergiu como comprador em potencial de alguns ativos do banco de investimento Lehman Brothers, à medida que a crise do setor financeiro se expande com temores de que o American International Group possa ser o próximo a cair.

O Barclays, o banco britânico que se retirou de negociações de emergência para salvar o Lehman durante o final de semana, está discutindo a compra dos negócios de corretagem nos Estados Unidos do banco de investimento, pessoas familiares com o assunto disseram à Reuters na terça-feira.

Mas as preocupações se intensificaram com a notícia de que o AIG, que já foi o maior grupo segurador do mundo em valor de mercado, pode ser a próxima vítima depois ter sua avaliação de risco piorada. A reavaliação causou fuga em mercados financeiros já desgastados na segunda-feira, depois do Lehman Brothers ter pedido proteção contra falência.

"Nós esperamos uma fraqueza em curto prazo para os bancos europeus, à medida que os mercados digerem as consequências sistêmicas do colapso...Nós estamos inegavelmente mais cautelosos depois dos eventos do final de semana", informou em uma nota a Keefe, Bruyette & Woods.

Os principais índices de mercados da Europa tinham queda entre 1,4 e 2,2 por cento esta manhã. O índice do setor bancário Dow Jones Stoxx tinha queda de 4,65 por cento às 8h57 (horário de Brasília). As ações do UBS despencavam 13,83 por cento, o HBOS perdia 26,2 por cento e o Barclays caía 4,83 por cento.

As ações com pouca liquidez do AIG na bolsa de valores de Frankfurt tinham afundavam 47,90 por cento.

Mercados asiáticos, que estavam fechados em sua maioria na segunda-feira devido a um feriado, tiveram forte queda depois dos investidores terem reagido aos eventos dramáticos do final de semana, quando o Merrill Lynch concordou em ser vendido para o Bank of America por 50 bilhões de dólares.

As ações do AIG caíram cerca de 61 por cento na segunda-feira e o Federal Reserve dos Estados Unidos contratou o banco de investimento Morgan Stanley para revisar opções para a empresa, informou uma pessoa próxima ao assunto. A AIG perdeu 92 por cento de seu valor neste ano.   Continuação...