BOLSA EUA-Índices futuros indicam recuperação

sexta-feira, 16 de novembro de 2007 11:24 BRST
 

NOVA YORK, 16 de novembro (Reuters) - Os índices futuros das bolsas norte-americanas indicavam retomada nesta sexta-feira, embora temores com queda de consumo e mais cautela com o mercado de crédito possam limitar essa recuperação após recentes perdas.

Às 11h023 (horário de Brasília), os futuros do Dow Jones DJc1 subiam 0,3 por cento, os futuros do Nasdaq NDc1 tinham alta de 0,7 por cento e os futuros do S&P 500 SPc1 avançavam 0,4 por cento.

Na quinta-feira, quando o mercado brasileiro esteve fechado, as bolsas norte-americanas registraram a sexta queda em sete sessões, ainda na esteira de que possa piorar a situação decorrente da inadimplência no mercado imobiliário.

O dia pode ser marcado pela volatilidade, segundo analistas, já que tem vencimento de opções. "Pode ser uma um respiro para entrar no fim de semana", comentou o presidente do Princeton Financial Group, Andre Bakhos.

Os "esqueletos" que ainda podem aparecer no mercado de crédito continuam sendo a maior preocupação. Num relatório, o Goldman Sachs informou que pode haver uma retração na oferta de crédito de até 2 trilhõs de dólares em função da crise das hipotecas nos Estados Unidos.

A Fannie Mae fará uma teleconferência sobre denúncias publicadas pela revista Fortune.

APREENSÃO COM CONSUMO

Na quinta-feira à noite, a Starbucks (SBUX.O: Cotações) anunciou que o número de visitas às lojas nos Estados Unidos caiu no terceiro trimestre, pela primeira vez na história da rede de cafeterias. A empresa divulgou, ainda, previsão de lucros em 2008 menor do que muitas estimativas de Wall Street. As ações da empresa caíram 9 por cento depois da notícia.

"Outra grande preocupação é com o consumo. A Starbucks divulgou os lucros, e eles disseram que reduziram as estimativas por causa do enfraquecimento do mercado consumidor. Isso é o que o mercado não quer ver", afirmou Bakhos.