Opep antecipa reunião emergencial para 24 de outubro

quinta-feira, 16 de outubro de 2008 13:16 BRT
 

LONDRES, 16 de outubro (Reuters) - A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) informou na quinta-feira que antecipou para o dia 24 de outubro uma reunião de emergência para discutir o impacto da recessão global sobre os mercados de petróleo.

Tem aumentado a pressão dentro do grupo formado por 13 membros para que reduza a oferta de petróleo no mercado, já que os preços caíram cerca de 50 por cento após o recorde de 147,27 dólares atingido em julho, em meio a uma desaceleração econômica que deve prejudicar a demanda.

O comunicado divulgado na quinta-feira dizia apenas que o secretário-geral da Opep, após consultas feitas com outros ministros, decidiu remarcar a reunião planejada primeiramente para 18 de novembro.

A última vez que a Opep se reuniu foi em setembro, e originalmente não deveria realizar outra reunião antes de 17 de dezembro. Mas neste mês convocou um encontro para discutir "a crise financeira global, a desaceleração econômica mundial e o impacto sobre o mercado petrolífero".

O ministro do petróleo nigeriano, Odein Ajumogobia, afirmou que a reunião de 24 de outubro será uma oportunidade para avaliar as opções em relação ao preço mundial da commodity, mas que nenhuma linha de ação foi proposta ainda.

"Eu vejo isso como uma reunião exploratória para revisar fatos e opções. Nem mesmo propostas experimentais foram discutidas", disse ele à Reuters.

Já o ministro de Petróleo e Minas do Equador, Derlis Palacios, afirmou à Reuters que a Opep deve reduzir a produção na reunião, em meio à forte queda dos preços.

Palacios disse ainda que o Equador estima que os preços da commodity subirão para mais de 80 dólares o barril no final de 2008, devido à demanda no inverno e às medidas da Opep.

(Por Barbara Lewis, com reportagem adicional de Alonso Soto em Quito)