PANORAMA2-Bom humor global tira tensão antes de decisão do Copom

quarta-feira, 16 de abril de 2008 17:23 BRT
 

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 16 de abril (Reuters) - O otimismo internacional com resultados corporativos e a inflação nos Estados Unidos tornou mais agradável a espera pelo Comitê de Política Monetária (Copom) nesta quarta-feira, com alta generalizada das bolsas de valores e queda do dólar ante o real.

Os principais índices de Wall Street fecharam em alta de mais de 2 por cento. O bom humor foi provocado pela surpresa positiva com o lucro de várias grandes empresas, como Intel (INTC.O: Cotações) e JPMorgan (JPM.N: Cotações).

Os investidores também receberam com entusiasmo o Índice de Preços ao Consumidor dos Estados Unidos, que apontou avanço menor do que o esperado da inflação no varejo em março. Esse dado aumentou o espaço para novos cortes do juro pelo Federal Reserve em uma economia à beira da recessão.

A inflação mais suave, porém, teve efeitos colaterais sobre o dólar. Com a perspectiva de juro ainda menor nos Estados Unidos, a moeda norte-americana se desvalorizou em todo o mundo, com destaque para o euro EUR=, que bateu mais um recorde --ainda mais perto de 1,60 dólar.

A subida da moeda única foi favorecida pelo recorde da inflação na zona do euro, que indicou que a taxa de juros na região não deve ceder no curto prazo.

No Brasil, a valorização do real levou o dólar para a menor cotação de fechamento desde maio de 1999. A queda da moeda norte-americana tem sido ajudada pela perspectiva de alta do juro básico nesta quarta-feira pelo Banco Central.

Veja como encerraram os principais mercados nesta quarta-feira:   Continuação...