ATUALIZA-Crise internacional faz Klabin "sentar no caixa"

quinta-feira, 16 de outubro de 2008 17:22 BRT
 

(Texto atualizado com declarações de executivos)

Por Alberto Alerigi Jr.

SÃO PAULO, 16 de outubro (Reuters) - O ambiente de incertezas criado pela crise financeira internacional fez a maior fabricante brasileira de papel e embalagens, Klabin (KLBN4.SA: Cotações), reduzir previsão de investimento para 2008 e a limitar o orçamento de 2009 a gastos com manutenção de ativos.

A empresa, que divulgou nesta quinta-feira prejuízo de 253 milhões de reais para o terceiro trimestre ante lucro de 178 milhões de reais há um ano, prevê agora investir 600 milhões de reais em 2008 ante estimativa inicial de 750 milhões a 800 milhões de reais.

A ordem, por enquanto, é vigiar de perto os desembolsos da companhia.

"O cenário é complicado e como nós não conseguimos enxergá-lo nós temos uma ação para conviver com essa dúvida e a ação é sentar em cima do caixa", disse o diretor-geral da Klabin, Reinoldo Poernbacher, em teleconferência com jornalistas.

"A ação é proteja seu caixa. Faça os investimentos necessários para garantir a continuidade da operação... Esconde a chave do caixa", brincou o executivo.

Para 2009, a Klabin, cujo prejuízo do terceiro trimestre foi pressionado por despesa financeira gerada por perda cambial contábil de 381 milhões de reais, prevê por ora investir apenas o suficiente para manutenção dos ativos da empresa, quantia que gira em torno dos 400 milhões de reais.   Continuação...