BOVESPA-Briga por opções, queda de commodities pressionam índice

quinta-feira, 16 de outubro de 2008 18:22 BRT
 

(Texto atualizado com mais informações e números oficiais de fechamento da bolsa)

Por Aluísio Alves

SÃO PAULO, 16 de outubro (Reuters) - Uma nova rodada de queda nos preços de commodities, combinada com a proximidade do exercício dos contratos de opções, filtrou o efeito positivo de Wall Street sobre a Bolsa de Valores de São Paulo, que voltou a fechar no vermelho nesta quinta-feira.

Noutra sessão de volatilidade intensa, o Ibovespa .BVSP encolheu 1,06 por cento no final do pregão, para 36.441 pontos. O volume financeiro do dia foi de 5,52 bilhões de reais.

Pela manhã, o noticiário indicava que seria outro dia de massacre nos mercados de ações. De um lado, gigantes financeiros revelaram novos estragos da crise ao divulgarem os resultados do terceiro trimestre.

O Merrill Lynch teve prejuízo de 5,1 bilhões de dólares. O lucro do Bank of New York Mellon caiu 53 por cento, e o Citi teve prejuízo de 2,8 bilhões de dólares, completando 12 meses de perdas.

De outro, dados dos Estados Unidos descortinavam os primeiros sinais incontestáveis de que a recessão já chegou. A produção industrial do país caiu 2,8 por cento em setembro, a maior queda desde dezembro de 1974. E o índice de atividade empresarial no Meio-Atlântico caiu para o nível mais baixo desde outubro de 1990.

A primeira reação foi a mais lógica. Os principais índices das bolsas nova-iorquinas chegaram a desabar mais de 4 por cento, movimento que arrastou o Ibovespa para uma queda de mais de 8 por cento.   Continuação...